backgrund

Sobre o projeto

Brasília foi escolhida para sediar o 8º Fórum Mundial da Água em março de 2018. Tão importante quanto à realização é como ele será construído. Foi aí que a Seção Brasil do Conselho Mundial da Água decidiu realizar o projeto RUMO A BRASÍLIA.

O “Rumo A Brasília 2018” é uma série de eventos que serão realizados durante 4 dias, em 4 capitais brasileiras e 1 latino-americana, visando envolver a sociedade nas esferas econômica, política, tecnológica e cultural. É a celebração que vai movimentar o destino unindo todos no mesmo pensamento.

FALA ÁGUA!

Debates interativos. Oportunidade especial para que técnicos, jovens, empresários e a sociedade civil em geral apresentem e discutam as propostas de soluções em diferentes níveis, relevantes para a região em questão. A pauta é diferente em cada região.

O RUMO A BRASÍLIA tem por objetivo despertar o empoderamento e pertencimento na Sociedade para o tema da água, o que trará um outro olhar sobre a gestão da água por todo Brasil.


Justificativa

O Fórum Mundial da Água, organizado pelo Conselho Mundial da Água, é o mais importante evento do setor de água. A cada três anos, um país e uma cidade são anfitriões desta importante iniciativa.

Por sua abrangência política, técnica e institucional, o Fórum Mundial da Água tem entre suas características a participação aberta e democrática, traduzindo-se em um evento de grande relevância na agenda internacional. Tem por objetivo promover o diálogo para influenciar o processo decisório sobre água no nível global, visando o aproveitamento racional e sustentável deste recurso.

O 7º Fórum, realizado em abril de 2015, na Coreia do Sul, reuniu mais de 40 mil participantes de 168 países. Participaram 9 Chefes de Estados, Governos e Secretários da Comunidade Europeia, 80 Ministros, Vice-Ministros e Secretários de Estado e mais de 100 membros dos poderes locais, incluindo prefeitos e parlamentares. Com o tema “Água Para o Nosso Futuro”, promoveu mais de 400 sessões temáticas, envolvendo representantes de empresas privadas, organizações não governamentais, academia, governos e instituições internacionais da sociedade local.

Brasília foi escolhida como sede do 8º Fórum Mundial da Água, que acontecerá de 18 a 23 de março de 2018.

O tema central é “COMPARTILHANDO ÁGUA”, comprovando assim a intenção dos promotores brasileiros em estimular o intercâmbio de experiências e o fortalecimento dos laços de cooperação entre as nações. Será a primeira vez que acontece no Hemisfério Sul, e pela primeira vez na história, um continente inteiro entrará em ritmo de preparação contínua e contagiante durante os três anos que antecedem o futuro Fórum, através do projeto “RUMO A BRASÍLIA 2018”, que se constitui de uma série de eventos que tem como principal função preparar o país para receber em melhores condições e contando com a expressiva participação de toda população brasileira o 8º Fórum Mundial da Água.

No Brasil, a gestão da água sempre foi amplamente discutida entre engenheiros, geólogos e profissionais de outras formações, mas sempre entre técnicos, com pouca participação da Sociedade Civil. Sabemos que os avanços da gestão passam pela maior compreensão da Sociedade quanto ao tema da água e estão particularmente sensibilizados pelos episódios recentes tanto de falta de água como excesso dela em outros locais.

backgrund

Todo conteúdo produzido nas edições do RUMO A BRASÍLIA fará parte do 8º FÓRUM MUNDIAL DA ÁGUA.

building

Objetivos do projeto

A captura destas experiências irá, através de 6 cartas regionais possibilitar que em Brasília, em março de 2018 sejam propostos temas realmente relevantes, bem como soluções condensadas entre todos os atores acima citados, além de estimular a criação de uma plataforma de água latino-americana e deixar um legado, capacitando e conscientizando a sociedade sobre a visão da Água como fio condutor do desenvolvimento social, econômico e sustentável de uma nação.

Envolver a sociedade civil da América Latina, para que a voz dos atores de cada uma das regiões visitadas possa ser ouvida, contribuindo para a definição dos temas a serem objeto de discussão no processo formal do 8º Fórum Mundial da Água.

Será a primeira vez que a problemática da Água no continente Latino-Americano estará integrando a Academia, o Estado, as Associações e as Organizações Não Governamentais, com a voz das ruas.

A sustentação deste conceito será estruturada na discussão dentre outros, em:

  • Resultados do 7º Fórum Mundial da Água 2015;
  • Acordo de Paris sobre mudanças climáticas da Cop21 2015;
  • Objetivos pós-2015 (SDGs) das Nações Unidas para América Latina.

backgrund

Quer receber todas novidades do Rumo?

Cadastre-se na nossa newsletter
Patrocínio